O departamento social no Rehazenter

Os factores sociais influenciam a saúde das populações. A doença pode agravar os problemas psico-sócio-financeiros, abalar o status e destruir as trajectórias de vida. Os problemas sociais podem também gerar o agravamento da patologia.

A abordagem hospitalar moderna caracteriza-se cada vez mais por um funcionamento pluridisciplinar, onde o serviço social ocupa um lugar cada vez mais importante.

Como o Rehazenter trabalha numa perspectiva de excelência, o seu serviço social trata, mediante pedido, todos os doentes hospitalizados desde a sua entrada, bem como os pacientes em ambulatório.

A abordagem social deve ser efectuada desde cedo, a partir da entrada do paciente em hospitalização com vista a reduzir, ao máximo, o prolongamento da estadia por razões sociais.

As acções dos assistentes sociais consistem em auxiliar aqueles que não conseguem fazer face às necessidades de existência. Os assistentes sociais ajudam-nos a serem capazes de utilizar melhor os recursos que eles próprios têm e a saber utilizar os que a sociedade lhes oferece.

Os objectivos do serviço social :

  • Analisar as necessidades a curto, médio e a longo prazo.
  • Promover a autonomia do paciente.
  • Ajudar na reinserção ao domicílio ou o melhor possível na vida escolar, laboral, em função do projecto pessoal, das expectativas e das necessidades do paciente e/ou da família.
  • Reinserir no ambiente social, familiar, cultural, escolar ou profissional, incluindo a recuperação dos laços sociais.
  • Aprender ou reaprender os actos da vida em sociedade
  • Procurar um alojamento ou uma estrutura de alojamento.t.
  • Preparar com ou sem o paciente e/ou a família o regresso ao fim-de-semana, a passagem em ambulatório e a saída definitiva.
  • Informar, orientar, acompanhar o paciente/família na resolução de problemas socioprofissionais e administrativos ligados ao tratamento.

As tarefas do serviço social :

  • Colocação em prática de medidas, com ou sem o paciente/família, implicando uma colaboração com os serviços e os intervenientes externos (segurança social, seguro de acidentes, rede de cuidados de saúde ao domicílio, assistentes sociais do sector, etc.).
  • Elaboração de um projecto de vida com o paciente e um ambiente sócio-familiar.
  • Assegurar os direitos adquiridos: tratar das formalidades adaptadas ao caso da pessoa em questão (pedido do seguro de dependência, pensão de invalidez, cartão de estacionamento).
  • Visitas ao domicílio, às instituições de abrigo e/ou a casa do empregador.

O trabalho numa equipa pluridisciplinar :

  • As reuniões, em forma de síntese, do percurso de reeducação do paciente permitem traçar os objectivos para o futuro.
  • As reuniões com a família e o ambiente do paciente contribuem para as avaliações pontuais e regulares da reeducação e da realização dos objectivos para o futuro.
  • As reuniões com os diferentes grupos de trabalho pluridisciplinares, como, por exemplo, de lombalgias crónicas, que permitem um melhor tratamento ao paciente.